Aqui são tecidos artigos, mensagens, poemas... Ideias de nossos educadores da Rede Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Riotur apoia projeto de inclusão musical do Rock In Rio



Celebrando os 10 anos “Por Um Mundo Melhor”, a organização do Rock In Rio anunciou ontem, durante coletiva de imprensa na comunidade da Cidade de Deus, em Jacarepaguá, uma campanha para doação de instrumentos musicais que serão entregues a organizações não governamentais. O Secretário Especial de Turismo e Presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello, esteve presente ao evento. Antonio Pedro apoia o projeto social e vai doar um órgão (instrumento musical) ao projeto.

“Iniciativas como esta são importantes, para dar perspectivas a quem não teve oportunidades. E a música é um ótimo instrumento de inclusão social. Ela ajuda a formar identidades e pode proporcionar oportunidades. A música tem um importante efeito na educação das pessoas”, disse o secretário.

Quem lançou a campanha foi a vice-presidente do Rock In Rio, Roberta Medina. E no evento de ontem, não podia ter faltado música, claro! Houve apresentação dos artistas Toni Garrido, Emicida e Zé Ricardo e a banda Capital Inicial. A iniciativa faz parte do projeto “Por Um Mundo melhor”, criada no Rock In Rio de 2001, com objetivo de mostrar que pequenas mudanças de atitude no dia a dia têm um grande impacto sobre o planeta - e repensar essas atitudes pode transformar o futuro.Além da campanha de doação de instrumentos musicais, o Rock In Rio criou o concurso “1 Ingresso por 1 Mundo Melhor”, onde alunos da rede pública deverão enviar vídeos, músicas e fotos exatamente com o tema do projeto, “Por Um Mundo Melhor“. O concurso cultural irá presentear os estudantes com 2.250 alunos. As inscrições vão até o próximo dia 15 de junho, no site www.rockinrio.com.br/porummundomelhor, podendo ser feita individualmente ou em grupos de até cinco alunos. O resultado sairá no dia 15 de agosto no site oficial do festival. Os vídeos deverão ter duração de dois minutos e as músicas podem ser de qualquer estilo.

Estimativa de impacto econômico
Estudo realizado pela Riotur estima que o “Rock In Rio 2011” terá um impacto econômico de cerca de US$ 376.516.790 na cidade do Rio de Janeiro. O levantamento sobre a volta do maior evento do Brasil e um dos maiores do mundo levou em consideração que o festival deve atrair 600 mil expectadores, sendo 294 mil turistas, durante todos os dias de apresentações. A taxa de ocupação hoteleira na cidade ficará entre 88% e 92 %.



A análise considerou ainda os valores dos ingressos, R$ 190,00 inteira e R$ 95,00, meia, ficando a previsão de distribuição das vendas em 55% inteiras e 45%, meias, gerando uma renda de US$ 54.537.037na bilheteria. Do total de público esperado para o evento, 51%, ou 306 mil pessoas, seriam cariocas e moradores da região metropolitana do Rio. Dos turistas, 16% ou 96 mil pagantes viriam do exterior e 33%, ou 198 mil expectadores, de outros estados brasileiros, um total de 294 mil turistas.

O estudo prevê ainda que os gastos dos turistas na cidade, não incluindo a compra de ingresso do evento e transporte até a Cidade do Rock, seja de US$ 217.560.000. A estimativa de gastos com alimentação e produtos na Cidade do Rock é de US$ 18 milhões. As apresentações no “Rock In Rio 2011” acontecem nos dias 23, 24, 25 e 30 de setembro e 01 e 02 de outubro.

“O Rock in Rio projeta de forma totalmente positiva a marca do Rio e traz desenvolvimento econômico para a cidade. Estamos num momento bastante favorável. E o Rock In Rio é mais um evento de grande porte, assim como os shows do Paul MacCartney, que traz visibilidade para o Rio de Janeiro, além de ter um impacto econômico importante para a cidade. São dois grandes eventos que a cidade e o Brasil esperavam há muito tempo e conseguimos trazer. Só temos o que comemorar”, explica o secretário municipal de Turismo e presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello.

Diário Oficial Eletrônico
do Município

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário